Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




WP_20160713_07_12_23_Pro.jpg

Por aqui já falei da importância do pequeno-almoço! É, a par de muitas outras coisas, algo que toda a gente sabe mas que faz de conta que não é assim tão importante! Mas é... realmente é!


Por opção há uns tempos começámos a tentar consumir menos pão em casa, normalmente só comiamos ao pequeno-almoço mas verdade é que acabávamos a comer quase sempre a mesma coisa. Pior que isso é que se o tempo não fosse muito (que não tem sido) e não desse para pôr as mãos na massa e fazer o nosso próprio pão como tanto gostamos, o de compra raramente nos satisfaz! Por isso decidimos que não comprariamos pão, abastecemos a despensa com cereias (mesmo daqueles à séria, sem açúcar, cereais cereais... aveia, chia, papoila, sésamo, girassol...), alguns acompanhamentos, yogurte grego sem açúcar, e alguma paciência e gestão de tempo. O resultado não podia ter sido melhor!

 

Temos o cuidado de preparar quase tudo no dia anterior, isso liberta-nos tempo de manhã para comer mais calmamente e com mais variedade! Fazemos panquecas com muita frequência, também aqui variamos no tipo de farinha, as de arroz são as minhas favoritas, são leves e frescas... as de aveia com canela também fazem as minhas delícias bom... gosto de todas na verdade  A sensação de saciedade é garantida, a boa disposição também e o rendimento intelectual é francamente beneficiado com estas pequenas alterações de estilo de vida!

 

A receita de panquecas é sempre a mesma, está aqui! O acompanhamento vai mudando... entre queijo, manteiga de amendoim, fruta, canela... é tudo o que a imaginação, a despensa e o relógio nos permitirem, mas é bom, muito bom acordar de manhã e ter panquecas à espera! Depois variamos entre café, chás e àguas aromatizadas (e também é tudo feito na véspera) e a fruta é sempre da época e preferencialmente caseira ou de origem controlada. Parece Sábado e podia bem ser... só que não, e o dia corre melhor! E por aí, já prepararam o pequeno-almoço de amanhã?!

Autoria e outros dados (tags, etc)

amor.jpg

Avós com A bem grande porque eles merecem! Eu tive, e tenho, os melhores do Mundo! Eu vivi rodeada de avós (os meus e os dos outros) e tive a sorte de fazer parte de uma geração orgulhosamente criada pelos avós. Dos meus (e dos dos outros) tenho as melhores recordações e enquanto houver avós que criem netos, o mundo será sempre mais doce!

 

Com os meus avós aprendi que amor se dizia em diversas linguas, nos gestos mais simples nos pedaços de vida mais particulares. Com eles aprendi que a pirâmide da vida se escala com dedicação, esforço, vontade, respeito e amor ao próximo. Com eles aprendi que as melhores prendas vêm embrulhadas em pedaços de amor, nos mimos mais particulares que por serem únicos, guardo hoje com uma saudade doce. Com eles sabia que podia fazer (quase) tudo e que raramente havia direito a ralhete! Com eles sabia que mais um bocadinho de brincadeira podia acontecer sempre! Eles estavam sempre lá, e estão, mesmo que alguns já não estejam, estão e estarão sempre e sei exactamente adivinhar-lhes as respostas a cada uma das perguntas que a vida me vai colocando! Para todos os avós, todo o amor do mundo! Para os meus que foram e são invariavelmente os melhores um obrigada gigante por tudo o que me têm dado! Para os que me rodearam e que apesar de não serem meus me deram tudo o que tinham um obrigada especial porque sou um bocadinho de cada avô e avó com que me fui cruzando 

 

Que nenhum neto nunca seja privado do amor dos seus avós porque todos, cada um de sua maneira, contribui de forma determinante para o desenvolvimento dos netos!

 

Parabéns avós 

Foto: Fonte Pinterest

Autoria e outros dados (tags, etc)

Captura de ecrã 2016-07-12, às 22.01.54.png

 E não, não há refrigerantes saudáveis, como não há fast-food saudável. Não se deixem enganar, se comerem que seja com a consciência de que por mais "fit" que vos seja vendido, está cheio de pouca saúde!

 

Foto: Fonte USDA

Autoria e outros dados (tags, etc)

Captura de ecrã 2016-07-12, às 21.59.51.png

 Foto: USDA 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Captura de ecrã 2016-07-12, às 21.56.40.png

  1. Abusar da variedade de vegetais, se vai ao supermercado e vê um vegetal "esquisito" que nunca consumiu, experimente, vai fazer seguramente a diferença na sua dieta;

  2. Fruta, muita fruta!

  3. Leguminosas e cereias, pelo menos 50% devem ser integrais!

  4. productos lácteos com pouca gordura. Nada como ler o rótulo e perceber quantas gramas de gordura o alimento apresenta por 100g.

  5. Proteinas - peixe, carne de aves, ovos, leguminosas, frutos secos.

  6. Azeite. 

Este ponto cinco merece uma consideração mais em detalhe. Todas as leguminosas, feijão, grão, lentilhas, tremoço, favas, quinoa... são excelentes fontes de proteína pelo que não devem, para bem do nosso fígado e rins, ser consumidos juntamente com carne ou peixe porque nos fornecem a quantidade de proteína que o nosso organismo necessita. Pois, as favas com chouriço, o rancho e a feijoada, são bons sim sra mas só muito esporádicamente e recorrendo a muito pouca quantidade de carne!

Foto: Fonte Pinterest

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Pág. 1/3




Contactos

us4all@sapo.pt

Também colaboro aqui


Sigam-me por aqui

Follow


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D