Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Cowspiracy

30.09.16

cowspiracy_cow.jpg

Eu sei eu sei que o filme já é antigo e que é polémico e que tem o lado bom e o menos bom e que, e que, e que... Assim que o dito estreou eu quis ir logo ver, depois fui avisada por quem me conhecia bem que, bom era melhor não ver, pelo menos já, deixar a poeira acentar... que além disso tinha imagens muito violentas de produção animal intensiva e que eu não iria morrer de amores por ver. E assim foi, na altura fiquei curiosa (óbvio), li tudo, devorei tudo mas resisti e não vi o filme.

 

Há uns dias, passeando pelo Youtube demos com o dito e o homem da casa lá sugeriu e eu mortinha por ver, pumbas lá vimos. Não era nada que eu já não soubesse, não me espantou a brutalidade da produção intensiva (sim, para mim é brutal ver uma porca confinada a um misero espaço à espera, unicamente de se reproduzir, mais e mais e mais... é brutal ver qualquer animal confinado, não é esse o ciclo natural, não estão a ser respeitados principios básicos de respeito pelo habitat de cada espécie e nenhum de nós gostaria de se ver confinado a um misero espaço com o unico objectivo de engordar e/ou se reproduzir... "ah mas nós somos humanos" dirão alguns... pessoas, somos todos animais e como tal devemos respeitar-nos todos uns aos outros).

Mas bom, quanto ao filme apenas me fez relembrar alguns breves conceitos e reafirmar o que acredito ser o caminho certo e que há cada vez mais estudos que provam e comprovam, contra tudo e contra todos.

 

Comemos (eu não mas a população em geral) carne a mais, e o planeta não tem capacidade de produção para tanto animal. Os animais necessitam de toneladas de alimento que tem que ser produzido nalgum lado, não havendo terra disponivel, são abatidas florestas (e são mesmo) para produção de forragem e pior, o impacto da produção não se fica por aqui. São necessários milhares de litros de àgua para produzir forragens e são emitidos gases com efeito de estufa em quantidades astronómicas. Já para não falar que a quantidade de terra usada para produzir forragem, daria para alimentar toda a população humana com produtos de origem vegetal, limitando assim a fome no mundo. Bom, mas isso daria mais 10 posts...

 

Todos nós, os que comem mais ou menos carne, mais ou menos produtos lácteos, sofrem as consequências deste aumento desmesurado da quantidade de carne consumida no mundo. Isso sim preocupa-me mas, se cada um fizer um pouco mais (e não precisamos de nos tornar todos vegan de um dia para o outro) podemos todos viver num mundo melhor.



Por aqui já não compro carne praticamente nenhuma, consumo carne caseira (ah sim, tens essa sorte e bla bla bla... pessoas, um frango lá em casa dá para uma eternidade, e quando digo eternidade é mesmo uma eternidade, nem sequer comemos todas as semanas, nem pensar nisso é bom aqui para a minha pessoa). O meu comprometimento no final do filme foi para procurar reduzir o consumo de produtos lácteos, isso sim ainda consumo alguns, mas, como o filme diz e eu sei que é assim, leite de vaca é alimento para bezerro... por isso seja qual for a forma como consumimos o leite e seus derivados, estamos também a ter um impacto negativo sobre o ambiente e sobre a nossa saúde.

 


Não prometo eliminar por completo, até porque também consumo queijo caseiro (de ovelha e cabra cujo impacto é bem menor) tentarei isso sim evitar ao máximo o consumo de derivados de leite oriundos de grandes empresas, que confinam as vacas a miseros espaços com o unico fim de as verem produzir mais e mais leite.

 

 

Não é de todo um apelo a que deixem de comer carne ou produtos de origem animal, é um apelo a que revejam os vossos comportamentos, a mensagem que estão a passar às próximas gerações e ao impacto que isso tem na vossa saúde. A carne e os demais produtos de origem animal, se forem provenientes de uma agricultura sustentavel são saudaveis e fazem de nós pessoas saudáveis. Cabe a cada um de nós ter uma visão crítica sobre o que compra e sobre a forma como educa as novas gerações. Por aqui continuaremos a pregar para que haja um respeito cada vez maior pela Natureza, plantas e animais devem ser respeitados e protegidos porque nós dependemos inteiramente deles!

Autoria e outros dados (tags, etc)

4bec9dc640dfb3259273d244bcb164c3.jpg

Já por aqui falei de alguns problemas que o excesso de peso e obesidade podem comportar. Nunca fui "gorda" nem nunca tive "peso a mais", estive sempre por ali no Normal... isto é, calculando o Indice de Massa Corporal (IMC), que é o índice que relaciona o peso e a altura e nos dá uma indicação do estado nutricional do individuo eu estava ali no verde, nem acima nem abaixo.

 

Mas, se em tempos tive um IMC de 23,1 hoje está ali a rondar os 19,1 e eu sinto-me muito bem, aliás, eu sinto-me muito melhor. Fiz umas quantas alterações ao meu estilo de vida, aumentei o número de treinos semanais, retirei alguns "alimentos" da minha rotina diária e estou muito mais satisfeita comigo, com o meu corpo mas acima de tudo com a minha saúde. Sinto-me melhor, livrei-me de Kg que há anos me incomodavam mas que, valha a verdade também nunca me tinha esforçado por perder e isso aconteceu naturalmente, eu como mais do que comia anteriormente, mas mais espaçado e comida de mais qualidade e além de fazer apenas caminhadas/corridas como anteriormente fazia, faço também treino funcional, isso sim fez toda a diferença. Isso e deixar (quase) de consumir alimentos processados. Festarolas e jantaradas à parte, que aí não há regra minha gente, mas não abuso lá isso não.

 

Quando, tendo um peso Normal, continuamos com um peso Normal mas perdemos volume, mandámos banhoca embora, daquela que só incomoda, só faz mal, só prejudica e que ainda por cima nos perturba, surgem os comentários do "agora já estás magra de mais..." "devias engordar um bocadinho" "olha para esses ossos todos à mostra..." E começam a surgir a todo o instante... mas vindos tipicamente de pessoas com peso a mais!

 

Poderei eu responder com um... "se calhar devia ter cuidado com o que come" "veja lá que está muito gordo(a)"... não pois não?!?! Este é o reflexo da sociedade obesogénica que condiciona comportamentos e quer a todo o custo fazer acreditar que "gordura ainda é formosura"! Só alterando mentalidades podemos alterar comportamentos e isso depende de todos!

Foto: Fonte Pinterest

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bom...

26.09.16

Bom é acordar (muito) cedo, tomar um bom pequeno-almoço, que inclua àgua, cereais integrais, fruta e café equipar e sair para a rua ainda de olho meio fechado! Chegar a casa quando tudo ainda dormita, tomar duche e sair para trabalhar (ainda mais) desperto, activo e com a sensação de missão cumprida! E a parte mais que boa disto tudo, é que o fim de tarde é só mais um momento bom para relaxar, porque o exercício físico diário está feito!

 

Sim, acordar cedo é bom, muito bom! Ás vezes esqueço-me disso e entro na rotina absurda dos dias.. mas quando dela escapo há por aqui uma alma renovada! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Este bem podia ser o chamado correio do leitor... mas eu acho o termo um bocadinho para o ultrapassado vá... então digo-vos só que o conteúdo deste post foi enviado por um leitor atento :) que melhorou a sua atenção aos rótulos com a leitura do blog  e toda eu sou orgulho com isso...

Digestive-Aveia-Dose.jpgDiz-me ele que estas bolachas, que facilmente encontramos em qualquer máquina de venda, devia ter no rótulo RICO EM AÇÚCAR em vez de Rico em fibra como se tentam vender.

 

Ora vejamos... Por 100g de bolachas temos 4,6g de fibra e 21,0g de açúcar! Hum... posto isto não restam grandes dúvidas que esta não é uma escolha por aí além! Mais um acrescento, fui esmiuçar a lista de ingredientes e adivinhem qual é o segundo, isso mesmo, o açúcar! E dizem os senhores no rótulo que são bolachas de aveia... mas só têm 14,9% de aveia, o cereal em maior quantidade é mesmo o trigo! Assim, um rótulo real seria Bolachas de trigo ricas em açúcar! Compravam?!??! Pois, então leiam o rótulo antes de comprar porque digamos que nestas andanças dos produtos processados ou estamos de olho bem aberto ou comemos gato por lebre em (quase) tudo!

 

Então bom fim de semana (com atenção aos rótulos, de preferência com poucos rótulos)

 

P.S. Ah e alternativas? Fala bem mas o que é que eu hei-de comer??!?! Frutinha, snacks de fruta que já por aqui falei, bolachas sem açúcar, pão escuro (atenção ao conteúdo), panquecas, frutos secos, cenouras... bem assim num instante dei uma série de opções simples de transportar e saúdaveis (e mais baratinhas) mas claro, não estão disponiveis nas máquinas é verdade, exigem uma gestão prévia de marmitas, mas no final compensa :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Porque comer saudável não é mais caro, não dá mais trabalho, não ocupa mais tempo... 

Ter uma alimentação saudável e cozinharmos as nossas próprias refeições, limitando o uso de alimentos processados e recorrendo a produtos de origem natural, é um enorme acto de amor próprio e amor aos nossos! 

panquecas.jpg

 

Sou fã de panquecas porque são versáteis, saudáveis, rápidas de confeccionar e cheias de sabor... além disso, são óptimas com acompanhamentos doces, salgados, frutas... e funcionam bem como sobremesa, pequeno-almoço ou em pequenas pausas ao longo do dia! Estas são de aveia e trigo integral e foram acompanhadas por manteiga de amendoim! Estavam maravilhosas!

 

fruta1.jpg

 

Adoro fruta e faz regra geral parte de todos os meus pequenos-almoços. Apesar de gostar imenso de fruta tropical, raramente compro porque a que nos chega, além de extremamente cara, é de qualidade muito duvidosa e é muito dificil encontrar fruta tropical de origem biológica e/ou controlada por estas bandas... mas esta manga estava muito madura e deliciosa. Salpiquei com alguma canela e foi um complemento perfeito! É de mim ou a canela fica bem com qualquer fruta?!

 

WP_20160713_06_54_44_Pro.jpg

 

E o café, sempre o café! O meu garante de um bom despertar! Sem o dito, não é possivel qualquer tipo de processo mental (excepto aquele em que vocifero no meu interior impropérios contra qualquer barulho, mesmo o mais suave... não há barulhos suaves sem café, quem concorda?). 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3




Contactos

us4all@sapo.pt

Também colaboro aqui


Sigam-me por aqui

Follow


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D