Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




141215 sal1.jpg

A redução de sal na alimentação, em números: 

  • <5 g/dia (é uma colher de café e nada mais que isso)
  • limitar o consumo de carnes processadas que não dão saúde a ninguém
  • priviligiar temperos com ervas aromáticas, azeite e especiarias em deterimento do sal
  • eliminar o sal nas saladas
  • reservar queijos curados e com elevado teor de sal para dias festivos
  • consumir 1,5L a 2L de àgua por dia para excretar devidamente o sal consumido, regular a pressão arterial e auxiliar a retenção de líquidos
  • limitar o consumo de molhos pré-feitos
  • limitar o consumo de comida processada (pizzas, salgadinhos, lasanhas, pratos pré-cozinhados...)

 

O sal traduzido em doenças que todos, infelizmente, conhecemos mais ou menos de perto:

  • Colesterol elevado - em Portugal é de 47% e 38% tem niveis aumentados (47%+38% = 85%... temos um país doente). É um fator modificável quer com cuidados alimentares (redução drástica do consumo de sal, eliminação de gorduras saturadas, ingestão de carnes brancas sem pele e gordura ao invés de carnes vermelhas, ingestão de peixe, legumes e fruta), quer com a promoção de exercício físico (1 hora diária).
  • Hipertensão arterial - em Portugal 42% da população adulta tem hipertensão arterial. É o primeiro factor de risco para as doenças do aparelho circulatório, que são a primeira causa de MORTE em Portugal!
  • As doenças com taxas mais elevadas de morbilidade em Portugal são doenças do aparelho circulatório (17,48%)!

  • Doenças coronárias representam 88% do total de anos vividos com incapacidade pela população portuguesa

 

Trabalhos recentes estimam que a ingestão diária de sal em Portugal é de 10,7 gramas. É praticamente o dobro da recomendação da OMS, que é inferior a 5 gramas/dia.

 

Comer com pouco sal é comer bem, e isso não é moda, é saúde!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



Mundo Us4all

foto do autor


Contactos

us4all@sapo.pt

Também colaboro aqui


Sigam-me por aqui

Follow


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D