Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Eu não tenho filhos, e isso para muitos pais não me dá o direito sequer de ousar pensar sobre a temática "criança" porém, do ponto de vista biológico, aí sim tenho legitimidade para o fazer (valha-me isso para as mais acérrimas frequentadoras de foruns de maternidade).

 

Assim sendo, do que vos falo hoje é da necessidade da criança/jovem ter periodos de descanso bem definidos e periodos em que possa simplesmente não fazer nada, isso mesmo, nada. Uma boa rotina de sono é essencial para o correcto desenvolvimento das crianças e jovens e não podemos exigir de mais da criançada e sim, estamos a exigir.

 

As cargas horárias são absolutamente desajustadas e a desculpa do "no meu tempo também era assim e safei-me" é um absurdo, é um desculpabilizar para não sentirem tanto peso de consciência. Choca-me, choca-me mesmo ver que há miudos (muitos infelizmente) que passam da escola para os desportos, seguem para o inglês, o chinês ou a aula de música e ainda dão um salto a uma ou outra explicação. E no fim, quando chegam a casa, 12horas depois de terem de lá saido, ainda têm que estar frescos e fofos para fazer os TPC's no melhor dos seus desempenhos.

 

Já pensaram caros pais que estão a exigir de mais dos vossos filhos?!? Quantos de vós gostam de trabalhar quando chegam a casa? Quantos de vós acham digno trabalhar mais do que 8 horas diárias?!??! Pois é isso que estão a obrigar as crianças a fazer, diariamente...

 

O desenvolvimento intelectual das crianças e jovens fica MESMO afectado. As rotinas são extremamente cansativas e os trabalhos de casa são para mim um absoluto exagero, um prolongar de uma maratona de horas que não é produtiva. O que importa aqui é que, segundo as mais recentes recomendações da National Sleep Foundation, as horas de sono necessárias ao normal desenvolvimento de uma criança, estão definidas da seguinte forma:

  • 3 a 5 anos - 10 a 13 horas
  • 6 a 13 anos - 9 a 11 horas
  • 14 a 17 anos - 8 a 10 horas

Considerando que não dão em principio meio jantar aos vossos filhos, ou meia peça de roupa, ou meio lanche, porque é que lhe estão a dar apenas meio periodo de descanso?!

 

Eu sei que as rotinas familiares não são simples, que os horários de trabalho são extensos e que nem sempre é fácil cumprir estes horários mas lembrem-se que, de cada vez que não permitirem que o vosso filho descanse o tempo necessário, estão a ter um impacto extremamente negativo no desenvolvimento dele e no seu desempenho e perdem qualquer autoridade moral de exigir seja o que for, porque não lhe estão a dar o essencial, um bom periodo de descanso.

 

E porque é que me lembrei disto hoje?! Porque já estava para falar disto há algum tempo e depois de ler este texto de José Cabrita Saraiva decidi que era desta.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 04.11.2016 às 16:44

Na reunião do início do ano, dizia um pai: eles têm mais que tempo para fazer os trabalhos de casa! Nos períodos em que não têm aulas, podem ir para a biblioteca da escola ou para a Sei+, e fazê-los.
Pois claro! Isso é bom para quem os consegue fazer sozinhos, e para aqueles que ficam esse tempo na escola. Caso contrário, precisam das explicações, ou dos pais que, para além do seu trabalho, ainda chegam a casa cansados e têm que ajudar os filhos. E para quê? Para depois os professores nem sequer corrigirem esses trabalhos na aula, e ficarem as dúvidas por esclarecer. 
Mas, adiante. Os trabalhos de casa não se limitam a um ou dois exercícios. São páginas inteiras, de várias disciplinas, a juntar ao estudo para os testes, e quase sempre para os dias seguintes.
O horário de saída da escola é cada vez mais tardio,por causa da sobrelotação da escola. A minha filha, por exemplo, sai num dia quase às 19h (e só não sai mais dias porque conseguiram mudar o horário).
Só dá vontade de chegar a casa, sentar no sofá a ver TV ou deitar na cama e não fazer nada!
Só a inscrevi este ano numa actividade extra escola, por vontade dela, por ser algo que ela gosta, e porque é no dia em que até tem a tarde livre, e dá para fazer os trabalhos antes. E porque quem dança, seus males e stress da escola espanta!
Imagem de perfil

De Us4all a 07.11.2016 às 09:50

Pois o equilibrio deve estar em todo o lado e aqui principalmente Marta. Eu como disse não tenho filhos mas talvez por isso ao observar as rotinas dos miudos ache tudo absolutamente desajustado. Há muitas crianças e jovens com horários piores que os dos adultos e muitas familias a encarar isso como uma rotina... não me parece saudavel e acho que os pais devem mesmo ter um papel muito activo na definição de rotinas, horários e actividades lectivas, mas evidentemente também é preciso os pais quererem. Enquanto assistirmos a confedraçoes de pais que contestam sucessivamente a diminuição dos periodos de férias porque as crianças não têm onde ficar etc etc... não vamos a lado nenhum! 
Sem imagem de perfil

De JP a 07.11.2016 às 16:02

Na mouche! Sou mãe de dois e o que eu gostava mesmo era de ver as confederações de pais a contestarem por direitos laborais conducentes à articulação harmoniosa entre o trabalho e a família. A "luta" da CONFAP é, em resposta a horários de trabalho absurdos, exigir que as escolas ocupem os filhos até ao fim da jorna, em vez de baterem o pé pelos seus direitos parentais de assistência diária à família. Ufa!... Já está :)
Imagem de perfil

De Us4all a 07.11.2016 às 16:14

Pois nem mais... mas eu vejo pais para quem os filhos são um estorvo, isso é tão triste... 

comentar post



Mundo Us4all

foto do autor


Contactos

us4all@sapo.pt

Também colaboro aqui


Sigam-me por aqui

Follow


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D