Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




4bec9dc640dfb3259273d244bcb164c3.jpgHá uns dias uma colega oferecia-me uma fatia de bolo de chocolate coberta de açúcar  Com a restrição de açúcar que fazemos cá em casa tenho cada vez mais dificuldade em comer coisas doces, tudo me sabe a muito doce e me enjoa por pouco que seja. Declinei educadamente a oferta e expliquei que só comia açúcar refinado em situações muito excepcionais, mesmo aniversários de familia e afins evito ao máximo porque se formos a abrir excepções para os anos do pai, da mãe, da avó, do primo e do vizinho passamos o ano nisto de não ter regra nem cuidado com a desculpa de que "ah não sou fundamentalista", eu nos salgados às vezes também ainda me perco mas processados de carne e açúcar já consigo dizer quase 100% não  (tirando aquela outra coleguinha que à dias me apanhou com fome e me desgraçou com duas dentadas de um bolo de chocolate bom).

 

E eis se não quando a pergunta do costume... "mas como é que consegues?! Eu adorava e preciso tanto de perder peso, mas não tirar o açúcar para mim não dá. E o que é que comes nos cafés?!"

 

Ora ai estão boas questões. Conseguir foi com muita forcinha de vontade que o primeiro mês foi duro, lá isso foi, foi restritivo mesmo e dificil de gerir mas passado o desafio inicial agora sabe mesmo bem sentir que não dependo de açúcar para ser feliz, que não há aqueles "apetites" inexplicáveis que me destruiam a saúde e a auto-estima e que me acompanhavam há muitos muitos anos. Sentir que tomo conta do que consumo é fabuloso e vale qualquer sacrificio. Eu era pessoa de comer tabletes inteiras de chocolate em momentos de mais ansiedade (que também eram bem mais frequentes porque o consumo de açúcar agrava esses estados, não sou eu que digo é a ciência) e por isso se eu consegui os outros também conseguem!

 

Já à pergunta "E o que é que comes nos cafés?!" Ora pois... muito pouca coisa, uma torrada com pouca manteiga (estou a tentar limitar ao máximo o consumo de pão mas é o "melhor" que se consegue em muitos cafés infelizmente), já digo que não aquele "pão de forma" artificial, de farinha refinada e péssima qualidade e tento sempre comer pão escuro nas poucas vezes em que como fora, mas o que faço 99,999% das vezes é levar marmita, sempre! Assim não há problemas de consciência, nem de entrar e sair sem comer e ficar cheia de fomeca até chegar a casa porque o café não tinha nada de minimamente bom para se consumir. (Sim isto já aconteceu e eu detesto ter fome que depois quando como vai tudo parar às ancas) 

 

Mas bom é isto, tomar consciência do que consumimos é fundamental, assumir que só temos um corpo e vamos ter que viver com ele até morrer é um dado adquirido por isso é tratar o melhor que se pode!
Por vocês façam boas escolhas sempre!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mundo Us4all

foto do autor


Contactos

us4all@sapo.pt

Também colaboro aqui


Sigam-me por aqui

Follow


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D