Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



d7a02fcd9d83b89cf9a8e6c94d6c6ed6.jpg

 

E isto não é alarmismo é mesmo assim, se não vejam...
A restauração de um modo geral não oferece opções saudáveis, não é fácil chegar a um restaurante e ter legumes a acompanhar os pratos do dia. Muitas vezes as saladas/legumes são pagos à parte e há uma total desproporção na construção de uma "diária". Muitos lugares não oferecem sopa, outros há que mais de 50% da dose são hidratos de carbono de absorção rápida. Massas, arroz integral ou quinoa por exemplo, são uma miragem e quando existem são vendidos a preços altamente especulativos. E depois, além disso há a qualidade, a qualidade dos produtos e da confecção.

 

E bares e cafés?!??! Conseguem facilmente comprar um snack saudavel? Não, pois claro! 

 

Os menus de pausa são construidos sem qualquer preocupação com a racionalidade do que se serve, e usando e abusando de açúcar e/ou gorduras trans e gorduras saturadas.

Há de tudo

Café + Pastel de Nata 

Sumo de laranja natural + fatia de bolo 

Torrada + meia de leite 

 

Nem sei que diga... Comprar uma peça de fruta é quase proibitivo na maioria dos sitios, na maioria das vezes porque essa opção nem existe e quando existe, uma banana custa tanto como 1Kg no supermercado mais próximo.

 

Vivemos na era da especulação do falsamente saudavel porque, mesmo muitos menus vegetarianos ou verdes (acho imensa piada a esta designação, só que não...) que são pagos a peso de ouro (quando devia ser exactamente ao contrário uma vez que 1Kg de proteína vegetal é muito mais barata que 1Kg de proteína animal) são de muito má qualidade. A restauração continua a usar e abusar do óleo, da gordura, dos refogados, do sal...

 

Hoje não há desculpas para não cozinhar bem, saudável, com qualidade porque já não é uma questão de preço, na maioria dos casos, é uma questão de mentalidade, do "Não quero saber".

 

E é por isto que raramente saio de casa sem a minha garrafa de àgua aromatizada e um pack de fruta + frutos secos ou sem a marmita no caso de ter que comer fora.

 

Há bons restaurantes, há bons exemplos sim, mas a restauração e similares, de um modo geral é fraquinha, muito fraquinha nisto das opções saudáveis.

 

Renova-se a esperança (mas com muita expectativa) sobre a nova opção de disponibilizar menus vegetarianos em todas as cantinas públicas! Veremos...

 

Foto: Fonte Pinterest

Autoria e outros dados (tags, etc)

Imagens simples que inspiram um regresso de fim de tarde à cozinha!

 

Entrada: Pão com um fio de azeite azomatizado com pimenta, tomate picado grosseiramente e oregãos!
entrada.jpg

 

Prato: Massa com tomate: cozer a massa em água, saltear numa frigideira tomate cereja, azeitonas e um dente de alho picado. Juntar o preparado à massa e servir acompanhado de uma salada.

comida.jpg

Sobremesa: Cerejas... como eu adoro cerejas!

Captura de ecrã 2016-06-14, às 11.29.02.png

Inspirados para uma cozinha simples e saudável?!

Foto: Fonte Pinterest 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Frango ou Perú?

02.06.16

Já vos tenho por aqui falado de que vá, não é o que vos deixa a vender mais saúde, comer a pele das aves (ou de qualquer outra bichesa)... posto de outra forma, faz mal minha gente e como faz mal deve ser evitado! O "é só uma vez por outra" vale tanto como o "é só mais um cigarro e depois deixo"... está assim na mesma linha, mas vejamos...

 

A pele é provavelmente a principal fonte de gordura na carne de aves de capoeira, o teor de gordura
nos principais cortes comerciais de frango e peru rondam 1 a 15%, mas as peças que incluem normalmente pele, apresentaram valores mais elevados. O peito de frango e perú tem teores de gordura semelhantes, enquanto as pernas de perú tendem a ter maior teor de gordura do que as ancas de frango!!!

 

Por isso, se o vosso problema é hipertensão, colesterol elevado ou se não sendo, também não querem que venha a ser, fiquem-se pela carninha sim e deixem a pele! Ah mas isto é válido para o processo todo, ou seja, não cozinhem o frango e/ou perú com a pele, porque se assim for, vai dar, basicamente... no mesmo, excepção feita ao churrasco, onde pode ser cozinhado com pele desde que depois TODA a pele seja removida e não seja aproveitada a gordura para tempero! Não custa nada... é retirar as peluscas todas e depois cozinhar a gosto e esqueçam lá o bem que sabe aquela gordurinha e a pele estaladiça...

 

Posto isto, frango ou perú, é a gosto, mas sem pele sim?!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mundo Us4all

foto do autor


Contactos

us4all@sapo.pt

Também colaboro aqui


Sigam-me por aqui

Follow


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D