Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



WP_20160807_14_08_50_Pro.jpg

As temperaturas do meu querido mês de Agosto estão a deixar-me francamente feliz e este foi um fim de semana particularmente quentinho! Eu gosto mesmo de sentir o calor, de sentir estes extremos de temperatura Verão/Inverno, a temperatura de Primavera e Outono, além de trazer com ela um sem fim de alergias, parece-me sempre um repasto maravilhoso onde se esqueceram do tempero. Este fim de semana foi de semi descanso, semi porque teve que haver uma ligação ao mundo digital o que faz com que seja só semi, sem um desconectar absoltuo de obrigações profissionais nunca cheira completamente a fim de semana... mas deu para por um pé na areia (escaldante) e desfrutar de boas companhias e bons momentos. 

 

Não pude no entanto deixar de reparar em algo que me choca sempre! Crianças e sol são uma combinação explosiva, irresponsável e inconsequente por parte de muitos adultos. Eu nunca fui capaz de fazer um dia inteiro de praia. Ontem, no entanto relaxámos um pouco mais e ficámos na praia até às 14h, o que foi abusivo é certo, mas éramos um grupo de adultos sem descendentes, completamente protegidos pelas sombras dos chapéus, com Kg de protector no corpo e muita àgua para hidratar. Ficámos e não deviamos mas ninguém dependia de nós, quando quisemos sair saimos... para meu espanto, deparo-me com um bebé mesmo ao nosso lado que um adulto embalava debaixo de um sol escaldante de 37ºC, sem brisas às 13:30h.... Passado uns minutos, surge à beira da àgua um outro bebé, este já caminhava, mas mal (não teria mais que 2 anos) sem T-shirt protectora, sem nada, às 14h em pleno areal. Quando saimos da praia, foi um desfilar de carrinhos de bebé, ali mesmo, debaixo de um sol absolutamente nocivo... 

 

Não, eu não sou mãe mas tenho consciência dos riscos associados ao sol, protejo-me diariamente com protecção 50+ e na praia renovo o protector frequentemente e nunca mas nunca me exponho ao sol na hora de maior calor (muitas vezes nem na de menor que a sombra é sempre o melhor protector solar). Quanto mais expor uma criança, uma pele tão frágil, um sistema biológico tão perfeitinho mas tão sensivel! A temperatura de ontem, de hoje e dos próximos dias, merece cuidados redobrados, protecção redobrada, hidratação redobrada e um recolher obrigatório no periodo critico de calor. A sombra é mesmo a melhor protecção que podemos ter, porque o sol mata e mata muito anualmente! Deixo-vos a página do eumelanoma que tem muita informação sobre os riscos de uma exposição solar irresponsável. E por favor, pais de crianças pequenas, terão imensos anos para desfrutar da praia todo o dia quando os pequenotes crescerem e já não quiserem a vossa companhia, por agora aproveitem o tempo com eles mas com cuidados redobrados!

Autoria e outros dados (tags, etc)

meat.jpg

A carne é um excelente recuro energético e nutricional. MAS, já por aqui falei que o consumo de carne em Portugal e nos países desenvolvidos tem sofrido aumentos escandalosos! O consumo médio recomendado é de 33Kg/ano e em Portugal em 2014 foram consumidos mais de 100Kg/ano.

 

Venha quem vier dizer que com as recentes noticias da OMS que alertam para, uma relação entre cancro e consumo de transformados de carne (enchidos, fumados etc...) e uma eventual relação entre o consumo de carne vermelha e cancro, o consumo diminuiu, facto é que as estatisticas nos demonstram que este tem que diminuir muito mais para chegarmos a valores de consumo saudavel.

 

Se por um lado, estamos a esgotar recursos naturais com o aumento da produção a nivel mundial a chegar a valores históricos (ah mas isso ninguém se preocupa muito porque os efeitos sentem-se a longo prazo eu já sei...) por outro, estamos a por em causa a nossa saúde (talvez isto já dê que pensar...).

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

não carne vermelha.jpg

O que é?

  • A carne vermelha é toda a carne muscular de bovino, porco, cordeiro, cavalo e cabra
  • E a carne processada? É toda a carne transformada através da salga, da cura, fermentação, fumo ou outros processos para melhorar sabor e conservação. Exemplos? salsichas, enchidos, carnes em conserva, carne seca (ex. torresmos), caldos e molhos à base de carne.

Sabe porque é que a carne processada foi considerada carcinogénica?

  • Porque já há 400 estudos independentes que demonstram uma relação clara com consumo destes alimentos e cancro colorrectal, há também evidências com cancro do estômago.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Captura de ecrã 2016-02-15, às 11.54.04.png

Era muito melhor que este dia não tivesse que existir, mas sabendo do seu objectivo, é moralmente "obrigatório" que todos o divulguemos com as ferramentas que temos disponiveis!


O objectivo desta data é o de ajudar todas as crianças vítimas de cancro a ter acesso a melhores tratamentos e medicamentos e ao mesmo ajudar as famílias e amigos das crianças vítima da doença, por esse motivo, toca a partilhar! Estes pequenos heróis merecem tudo e as suas famílias e amigos também!

Partilhem, por respeito aos pequenos heróis, às suas famílias e a todos quantos diariamente levam a cabo os cuidados de saúde destes meninos especiais!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

hope.jpg

 

Em Portugal os cancros mais frequentes são mama, próstata, cólon, pulmão e estômago, estes representam 51,3% das mortes por cancro no país. 

Em 2010, 17% das mortes permaturas (abaixo de 70 anos) foram devidas a doença oncológica, em 2013, 24% tiveram a mesma causa. Os números estão, infelizmente a aumentar. As causas apontadas são múltiplas e acredita-se cada vez mais que não se deve nunca apenas a um factor, mas a um conjunto deles.

No que à alimentação diz respeito, há uma relação provada (calma, não vou falar mal da carne vermelha, podem continuar a ler) entre maus hábitos alimentares nos adultos e risco aumentado de contrair a doença. Estima-se que:

  • 5% dos novos casos se devam a maus hábitos alimentares;
  • 5% se devam a actividade física insuficiente;
  • 20% dos cancros são diagnosticados em obesos ou pessoas com excesso de peso.

Se não podemos controlar o factor genético, se temos pouco controlo sobre o meio em que estamos inseridos, pelo menos, enquanto é tempo, mudemos o nosso estilo de vida, não façamos dieta, mas sim uma alimentação consciente e de qualidade!

Para todos quantos lutam, que este seja um dia de esperança renovada, de força e de muita coragem para darem cabo do bicho papão num instante!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mundo Us4all

foto do autor


Contactos

us4all@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D